Estresse

    No Comments
    fred_flintstone_nervoso

    O estresse é uma reação do organismo às situações da vida em geral e pode se manifestar de forma positiva ou negativa. Há 3 tipos principais de estresse: biológico, social e psicológico. 

    O estresse é uma resposta momentânea do organismo a um estímulo, que ocorre por meio da liberação de hormônios que excitam o cérebro, despertando instintos básicos de luta ou fuga.

    Com o estresse, os neurotransmissores noradrenalina, adrenalina e dopamina são liberados em grande quantidade no organismo e, devido a esta carga excessiva, o cérebro é invadido por hormônios corticóides, que são causadores de muitos males ao organismo, entre os quais, o bloqueio da formação das neurotrofinas, que são substâncias que protegem e alimentam os neurônios. Além disso, os corticóides geram uma produção exagerada de radicais livres no cérebro, causadores do envelhecimento do organismo.

    O estresse biológico ocorre a partir de uma agressão qualquer ao corpo humano, tal como um ferimento, doença ou infecção, que acionam mecanismos de defesa do corpo e estimulam a produção dos hormônios corticóides. Este tipo de estresse também ocorre quando somos submetidos a poluição ambientar, intoxicação alimentar ou exposição a metais tóxicos.

    Estresse Social

    O estresse social se manifesta em forma de dificuldades e conflitos nos relacionamentos. Pode ter sido causado por um trauma, devido a um excesso ou falta de estímulos, tal como a falta ou excesso de informação. A pessoa que sofre do estresse social pode ter se traumatizado com a timidez, com brincadeiras e chacotas que maculavam sua imagem social na infância ou adolescência, podem ter sido surpreendidas por quebra de compromissos no amor, amizade ou trabalho.

    Estresse Psicológico

    O estresse psicológico ocorre quando as nossas expectativas e aspirações diferem da realidade possível. Estas expectativas podem ser causadas por influências externas, tal como a mídia, que leva as pessoas a criar necessidades fictícias, ansiando por padrões aquisitivos ou estéticos muitas vezes fora do alcance. As frustrações e perdas sofridas podem ser grandes desencadeadores do estresse psicológico.

    Estresse Oxidativo

    Pode ocorrer uma fusão entre estes 3 tipos de estresse, gerando grande sofrimento ao cérebro. Isto é chamado de estresse oxidativo, que causa no cérebro espécies de tempestades bioelétricas, que interferem no comportamento, trazendo graves conseqüências para a pessoa e para os que a cercam.

    O estresse oxidativo está por trás do desequilíbrio dos circuitos do prazer e da dor. Essa forma de estresse pode atingir níveis críticos da personalidade, como ocorre nas neuroses e psicoses.

    Estresse Saudável

    O estresse não é de todo ruim, afinal o cérebro sadio requer o chamado estresse saudável, que é uma faixa segura entre o excesso e a falta de radicais livres. O estresse saudável auxilia na produção da enzima dopa-beta-hidroxilase, responsável pela fabricação da noradrenalina, que é essencial para o raciocínio e a capacidade de cálculo de probabilidades. Por sua vez, são necessários alguns radicais livres para a produção dessa enzima. Logo, é o excesso dos radicais livres e não a sua presença no organismo que os tornam prejudiciais.

    O ser humano necessita de certa dose de tensão e excitação, de obstáculos e de desafio para que a evolução individual e da espécie seja possível!

    Bibliografia

    1. Póvoa, Helion. Nutrição cerebral. Rio de Janeiro: Objetiva, 2005. ISBN 9573027355

    Artigos Relacionados

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *